31.05.18
postado por Beatriz na categoria Bella Hadid
Bella Hadid fala sobre depressão, cirurgias e ódio na internet

Bella Hadid pode parecer que não tem nada para se preocupar, mas a supermodelo que adora Instagram, que é um rosto da Dior Beauty (ela está na frente da coleção Backstage da marca), certamente teve muitos momentos de insegurança.

“As pessoas acham que sou muito confiante, mas eu realmente tive que aprender a ser”, diz Hadid, que admite ter se sentido desconfortável com relação a seus “quadris largos” e “rosto estranho” quando era mais nova. Agora, aos 21 anos, ela não apenas aprendeu a abraçar seus traços distintivos, mas também quer oferecer abraços aos detratores que deixam comentários negativos em seus feeds de mídia social. “As pessoas acham que eu fiz toda essa cirurgia ou fiz isso ou aquilo. E sabe de uma coisa? Podemos fazer uma varredura no meu rosto, querido. Estou com medo de colocar enchimentos em meus lábios. Eu não quero estragar meu rosto.”

Aqui, Hadid fala sobre sua rotina de beleza, naquele tempo que ela tingiu seu cabelo de arco-íris, e o único tratamento que ela nunca tentaria.

Alguém te ensinou sobre beleza quando você estava crescendo?
Eu aprendi sobre a beleza com minha mãe, principalmente em termos de cuidados com a pele. Ela sempre disse que pele boa é muito mais importante do que as coisas que você coloca em cima dela. Meu pai, enquanto isso, nunca quis que usássemos maquiagem, então não fizemos. Eu andava a cavalo e minha irmã [a supermodelo Gigi] jogava vôlei. Na minha família, não era como você aparentava; foi sobre como você competia.

Você se considerou um moleque?

Eu definitivamente era mais moleque do que menina, mas também tinha um lado feminino. Eu usava Dr. Martens com minhas pequenas saias xadrez e meia-calça para a escola. Lembro-me de dar uma reforma para uma das minhas amigas porque ela era tão moleca, mais do que eu. Eu levava as roupas dela na sexta série e foi assim que nos tornamos melhores amigas. Eu aprendi que você pode mudar a vida das pessoas na escola [risos]! Foi aí que encontrei meu amor pela moda.

Qual foi o seu momento de beleza mais louco?
Eu passei por muitas fases. Quando eu tinha 16 anos, eu realmente queria fazer um ponto de tudo o que eu estava tentando fazer, então eu tinha grils (proteses dentárias “falsas” de ouro) antes que fosse legal – eu definitivamente não era legal – e eu tingi meu cabelo de azul por baixo. E eu também tive cabelo arco-íris em um ponto. Foi histérico. Em termos de maquiagem, eu realmente não sabia como fazer nada no meu rosto até que comecei a trabalhar com a Dior e o Peter Philips. Eu não tinha ideia de como misturar ou como fazer minhas sobrancelhas. Eu olho para trás tipo: “Nossa garota, você realmente aprendeu.”

Você teve que superar certos sentimentos de inadequação como adolescente?
Sim. Eu tinha uma cintura pequena e quadris grandes e era meio gordinha. Eu os amo agora, mas eu estava sempre consciente de meus quadris – enquanto minha irmã tinha um pacote completo e era muito atlética. E eu pensava que eu tinha um rosto tão estranho. Lembro-me muito vagamente de ter sido intimidada por causa dos meus complementos.

Como você lida com isso agora quando as pessoas fazem comentários ou dizem coisas negativas?
Levei muito tempo para aprender a não ouvir. Eu desligo meu telefone e lembro que as pessoas ao meu redor são as únicas cujas opiniões eu realmente me importo. Por que eu leria esses comentários? Eles geralmente estão vindo mais para o meu “personagem” do que para o meu rosto, o que é mais doloroso.

Você já respondeu?
Eu não. Aprendi que as pessoas vão odiá-la e não há nada que você possa fazer a respeito, exceto ser você mesmo e amar a si mesmo. Mas eu sinto a energia das pessoas muito intensamente. Muitas vezes eu penso: “Eu só quero conhecer você e dizer que não sou uma pessoa ruim. Você não precisa ser malvado comigo.

Certo, porque é sobre eles, não sobre você.
Eu quero escrevê-los: “Se você está passando por algo, eu quero estar lá para você.” Há, obviamente, algo mais profundo acontecendo. Eu sei que não é sobre mim pessoalmente. Todos nós temos o que superar, e é isso que quero pregar às crianças hoje em dia. Eu passei por uma grave depressão no ano passado, e acho que foi quando eu era mais jovem e estava sendo intimidado pelas crianças na escola. E agora, acho que não deveria ser tão autoconsciente – as pessoas me dizem isso todos os dias – mas é uma coisa pessoal. Todos nós passamos por isso porque somos humanos.

Tradução e adaptação: Bella Hadid Brasil
Fonte: InStyle.com

31.05.18
postado por Juliane na categoria Bella Hadid
Bella Hadid comparece ao jantar de celebração da Dior.

Como muitos tem visto, a modelo Bella Hadid é uma das queridinhas da Dior. Ela que é embaixadora da marca e na noite desta terça-feira (29/05) compareceu ao jantar de celebração oferecido pela grife. O evento aconteceu em Londres e contou com a presença de blogueiras do mundo todo para a divulgação da coleção “Dior Backstage” do qual a modelo é um dos rostos da campanha. Logo após o começo do evento Bella mudou a saia para uma calça jeans tornando o look mais casual.

DIOR BACKSTAGE DINNER 2018

 

31.05.18
postado por Beatriz na categoria Bella Hadid
Bella Hadid fala sobre energia, cuidados com a pele e lembranças de maquiagem para Vogue UK

Sair de um avião e ir direto para uma festa parecendo descansada e energizada é mais difícil do que parece. Mas se há alguém que sabe como fazer isso – porque a prática extrema, é claro, faz a perfeição – é Bella Hadid.

“Eu viajo muito e costumo trabalhar diretamente depois do pouso. Eu uso o conselho da minha mãe, mantendo minha pele tão boa quanto possível. Então, em um avião eu lavo meu rosto assim que eu entro, eu tenho todos os meus soros e meus cremes noturnos. E então eu adormeço e faço isso de novo quando acordo”, ela nos disse, em Londres, em uma festa para lançar a nova coleção Dior Backstage, que foi lançada no desfile da Dior Cruise na semana passada. “Então, quando saio do avião, meu rosto está bem descansado e hidratado. E eu sempre tenho um corretivo comigo, especialmente quando estou super cansada para tirar aquelas bolsas escuras dos olhos.”

Hadid passou por um verão lotado até agora, após viagens a Cannes, Paris, Nova York e Mônaco no mês passado, além de aparições na passarela Fashion For Relief e no tapete vermelho do Met Gala. Não há eventos que você possa vestir qualquer vestido e, em seguida, fazer uma maquiagem apressadamente. E enquanto a jovem de 21 anos toma cuidado para nunca reclamar – suas maneiras são impecáveis e ela é infinitamente graciosa – ela é clara sobre a importância de cuidar de si mesma quando viaja e trabalha tanto quanto ela.

“Sempre guardo meus óleos essenciais comigo e meus cristais. Eu me certifico de ter uma boa energia no avião porque às vezes eu entro em pânico se eu voar demais. Estou sozinha a maior parte do tempo, então preciso ter certeza de que tenho todas as minhas coisas caseiras comigo. Eu faço do avião minha casa”, diz ela. “Eu tenho todos os meus cristais na casa da fazenda e nos certificamos de que eles sejam energizados antes de viajar. Minha mãe coloca os pequenos ao redor da minha mala quando eu saio, o que é muito fofo. Uma das minhas maquiadoras na Coréia sabe o quanto estou cansada e ela me deu essa caixa de ginseng líquido em pequenos pacotes. Tem um gosto horrível, mas dá essa explosão de energia. Eu meio que me afastei do café recentemente, então estou apenas tentando encontrar as formas mais holísticas que eu possa manter minha energia ao longo do dia. Mas na maioria das vezes, essa energia vem do fundo. Eu tenho que me esforçar muito quando estou na zona!”

Hadid
permanece incrivelmente perto de sua família, incluindo a irmã Gigi, e apimenta a conversa com referências a seus entes queridos. Na verdade, é a mãe dela – que ela descreve como “a pessoa mais altruísta do mundo” – que ela credita o seu regime de cuidados de pele fantástico.

“Minhas primeiras memórias de beleza são da minha mãe, falando sobre manter sua pele incrível primeiro, ao invés de maquiagem. Eu montei cavalos a minha vida toda, então eu não usava muito”, ela admite. “Mas eu lembro de ter entrado nos armários de maquiagem da minha mãe quando era mais jovem e encontrar o delineador mais escuro que eu poderia encontrar e colocá-lo depois que saí para a escola e depois tirá-lo antes de voltar para casa. Eu era uma criança muito rebelde com a minha maquiagem – acho que porque meus pais não gostavam muito disso. Mas eu encontraria pequenas coisas que me fizeram sentir mais como eu mesma.”

Agora, é claro, com um contrato de beleza da Dior com o nome dela, Hadid tem bastante espaço para experimentação quando se trata de beleza – assim como milhares de produtos para brincar.

“No meu trabalho eu não tenho muito poder no que faço, então quando tenho minhas festas e eventos, eu gosto de ser mais artística e gosto que as pessoas ao meu redor tenham a oportunidade de ser mais artísticas também. Toda vez que vou fazer minha maquiagem e cabelo, eu tenho várias inspirações. Eu tenho centenas de fotos salvas no meu celular dos anos 40 até aos anos 90. Antigas celebridades, mas também pessoas que eu vejo em fotos aleatórias em manifestações de paz nos anos 70 e coisas do tipo. No aniversário da minha irmã, há alguns meses atrás, nós fizemos uma maquiagem com sombras bem sexy e eu amei,” ela nos diz. “É realmente muito bom para mim ter a oportunidade de trabalhar com tantas pessoas incríveis como [diretor criativo e de imagem da linha de maquiagens da Dior] Peter Philips. Ele está no ramo há bastante tempo, mas ele não é só um maquiador profissional, ele é mais um artista em termos de usar meu rosto como uma tela de pintura.”

E enquanto Hadid inegavelmente ama beleza e brincar com produtos – “na coleção Dior Backstage tem o iluminador mais incrível de todos que eu tenho tentado roubar do Peter Philips há tipo um ano e meio e agora finalmente terei um!” – quando ela consegue uma pequena folga, seus pensamentos são sobre outra coisa.

“Sabe, meu pior pesadelo é fazer as unhas. Não é nem um pouco comum para mim,” ela ri. “Quando estou de folga, eu gosto de pegar tudo o que as pessoas me veem diariamente e tirar. Não usar maquiagem, ser eu mesma, ficar no sofá com as minhas amigas. É assim que eu passo meu tempo livre. Todo o brilho, o glamour e os mimos são bons, mas não é realmente isso que me faz feliz.”

O que a faz feliz e o que ela tem interesse em passar mais tempo no futuro são com projetos filantrópicos. Ela escolhe cuidadosamente suas palavras – “Eu nem sequer chamo isso de caridade, mas quero fazer coisas que me preencherão internamente, ajudar pessoas e realmente tentar mudar o mundo de algum jeito” – mas fica claro que Hadid está consciente de seu privilégio e determinada a não aceitar isso como algo que nunca irá mudar.

“Eu acho que a única forma de continuar atingindo meus objetivos é ajudando outras pessoas ao redor do mundo atingirem seus objetivos também. Eu não me sinto confortável atingindo meus objetivos se as outras pessoas não tiverem a oportunidade de atingirem os delas também,” ela nos diz. “Todos os objetivos que tinha eu meio que já atingi, mas eu nunca paro de criar novos objetivos e eu espero que nunca pare. Eu acredito que nos próximos anos eu definitivamente quero fazer coisas que vem mais do coração. Fazer coisas que são mais trabalhos da alma do que trabalhos da vida real.”

 

Tradução e adaptação: Bella Hadid Brasil
Fonte: Vogue UK

 

 

VOGUE UK BY ALANA OHERHILY

 

30.05.18
postado por Beatriz na categoria Bella Hadid
Bella Hadid é rosto de nova campanha da Dior

Bella Hadid é novamente rosto de campanha da Dior, marca do qual é embaixadora. A modelo é rosto da campanha “Dior Backstage” ao lado de Chu Wong, Manuela Sanchez e Ruth Bell. A marca dessa vez aposta na diversidade, não só nas modelos da campanha, mas na própria coleção. A base, por exemplo, conta com 40 tons para atender o mais variado público. Confira parte da campanha que já foi liberada:

DIOR BACKSTAGE 2018