Haider Ackermann apresentou uma das coleções mais peculiares até agora na semana de moda de Paris. Criatividade foi a palavra para definir o desfile de outono/inverno do estilista. Embora não houvesse nenhuma inspiração, “Não gosto de definir”, disse ele, o designer mas ele deus pistas de algumas músicas em suas roupas, o que podem ter servido de inspiração afinal.

“I’m Your Man”, de Leonard Cohen, “I’m Beginning”, de David Bowie, “Absolute Beginners”, de David Bowie e “I Want My Love to Rest Tonight ”,“ Born Slippy do submundo ”,“ Lose Yourself ”de Eminem,“ Jolene ”de Dolly Parton e uma música de Bonnie Prince Billy que era ilegível graças à dobra do casaco. “Essas são todas as minhas músicas favoritas”, disse Ackermann. A coleção foi uma mistura, como é um CD. Com partes românticas, dramáticas, sensuais…

Tecidos diurnos feitos sob medida, recortes e formas de colarinho misturados que pareciam sugerir o formal da orquestra. O olhar de Ackermann para o romântico, o vagabundo e o sensual foi mais do que nunca visto nessa coleção. Sobretudos longos eram contornados com golas e botões em uma série de arranjos produzidos com maestria. Haider incluiu veludo de algodão em sua roupa masculina e combinou casaco de verniz e um par de calças de veludo.

Bella Hadid desfilou com um blusa de manga comprida e gola alta e uma calça bufante preta, o look totalmente preto e o rosto totalmente pálido e sem sobrancelhas, além de uma peruca mega alta com franjas desfiadas, tudo fazia com que a modelo parecesse uma alienígena, a ideia do estilista.

29.02 | Haider Ackermann FALL/WINTER 2020 – RUNWAY

29.02 | HAIDER ACKERMANN FALL/WINTER 2020 – BACKSTAGE